Rodrigo Pais de Almeida fala sobre a Taça de Portugal

Rodrigo Pais de Almeida fala sobre a Taça de Portugal

Começa já esta 5ª Feira a participação da equipa sénior masculina na Final Eight da Taça de Portugal.

Falamos com o treinador principal, Rodrigo Pais de Almeida sobre esta fase da equipa.

LPS – Rodrigo, após termos visto a equipa a fazer uma excelente segunda metade do campeonato, esta época foi em parte algo desgastante não só ao nível físico, mas também emocionalmente, onde por vezes a pressão de ganhar limitou a genialidade de alguns jogadores.
Como está o plantel para a Taça de Portugal?

RPA: Esta foi uma época atípica para a equipa sénior do CR Leões de Porto Salvo tendo estado grande parte da época longe dos pergaminhos a que habituou os amantes da modalidade em Portugal. Foi um processo moroso, trabalhoso, mas sempre focado no essencial, retirar o máximo rendimento dos atletas e do grupo de forma a recuperar rapidamente os níveis de confiança que permitissem à equipa soltar-se, e apresentar um futsal intenso, agressivo e que motivasse os seus sócios e adeptos com vitórias. Foi possível devido ao talento enorme dos seus atletas, os grandes obreiros desta recuperação quando muitos já os davam como condenados.

O plantel focou-se muito neste objectivo de chegar à Final 8, e chegamos a esta competição na nossa melhor fase da época após uma segunda volta onde apenas os 4 primeiros classificados fizeram mais pontos que o CRLPS, e dois deles apenas mais um ponto.

LPS – O Facto de a equipa que os Leões vão defrontar nos quartos-de-final não ser do primeiro escalão, isto pode colocar problemas na motivação? Ou pelo contrário alguma confiança exagerada?

RPA: O Futsal Azeméis milita de facto na 2ª Divisão mas é uma equipa que está a lutar pela subida à Liga Sport Zone, muito bem organizada, com jogadores de enorme qualidade e orientada por um treinador com bastante experiência e que certamente fez o seu trabalho de casa e conhece bem a equipa do CRLPS. Os nossos jogadores estão avisados e conscientes das dificuldades que o Futsal Azeméis poderá causar à nossa equipa, pudemos analisar ao detalhe a equipa e os momentos de jogo da mesma, e creio que iremos respeitar o nosso adversário com a ambição de estarmos nas meias finais, sabendo que para tal, teremos de estar ao nosso melhor nível.

LPS – Existem baixas físicas no plantel para a Taça de Portugal?

RPA: A época foi difícil, saturante, e existe um natural cansaço físico e mental da equipa depois de tudo o que passou durante esta temporada. Esperemos que até 5ª feira às 12h30 consigamos recuperar alguns dos jogadores que estão inabilitados para treinar, de forma a apresentar-nos com soluções para todas os desafios que o nosso adversário nos irá confrontar.

LPS – Gerir táctica e tecnicamente um plantel ao longo de uma época não é fácil, mas quando existem factores externos ao clube, como o facto de o oitavo lugar na quadra não chegar para dar o acesso ao Playoff em detrimento do Belenenses que ficou com menos dois pontos….
Como reagiu a equipa a este possível cenário?

RPA: Com alguma incredibilidade e estupefacção. Em primeiro lugar pelo timing da mesma, mas também pelo conteúdo. Pelo conteúdo porque acho impensável haver decisões fora do âmbito desportivo que influenciem classificações, especialmente numa modalidade em que regulamentos são violados e passam incólumes com apenas uma multa pondo inclusive em causa o futuro da modalidade e da seleção nacional como seja as sucessivas multas por excesso de jogadores não formados localmente, e depois decisões de marketing implicam perda de pontos. Algo tem de estar errado para isto ser possível. Pelo timing porque notificar os clubes na véspera da ultima jornada é de facto uma muito infeliz coincidência.

Mas, sou treinador de uma equipa, e de uma equipa recheada de Homens de grande carácter e que dentro de campo, na ultima jornada souberam dar a resposta certa não se deixando desmotivar por essa decisão, e, ainda que não dependessemos só de nós fazer a sua parte ganhando. E foi possível, dentro da quadra conseguimos alcançar o impensável 8º lugar com 30 pontos, depois de estarmos à 9ª jornada em ultimo lugar com 3 pontos e numa situação tremendamente complicada para a manutenção na Liga Sport Zone.

Fomos e somos por direito próprio e conseguido dentro da quadra o 8º Classificado da Liga Sport Zone, agora tudo o resto são decisões de secretaria, que a mim, enquanto treinador de futsal, já não me dizem respeito.

LPS – Que palavras queres dizer aos teus jogadores?

RPA: Em primeiro lugar dar os parabéns pela época e pela forma como souberam dar a volta a uma situação muito difícil, mas que foi de longe alcançada com sucesso com o 8º lugar e acesso aos playoffs completada com esta presença na Final 8 da Taça de Portugal na Povoa do Varzim.

Em segundo lugar desejar que se apresentem a um bom nível na Final 8 da Taça de Portugal dando colorido a essa festa, gozando esse momento que conquistamos de forma meritória com a mesma ambição de sempre, ganhar ao próximo adversário honrando o nosso clube, as nossas gentes e o nosso concelho de Oeiras.

LPS- Os nossos agradecimentos a ti e à equipa técnica e a todo o plantel que demonstraram que tudo é possível quando estamos juntos!

Os Leões de Porto Salvo anunciam a renovação de Rodrigo Pais de Almeida e de Nuno Duarte que vão continuar na próxima época à frente da equipa sénior.

Os Leões de Porto Salvo, sendo há várias épocas destacadamente o maior clube de futsal nacional em número de praticantes, vai continuar a apostar nos valores nacionais para as suas equipas. Porque o nosso mundo é real e porque seria contraditório à nossa filosofia de formação de jogadores.

Assim continuaremos a ser um dos mais importantes clubes que contribuem activamente para o progresso do futsal nacional.
Sem formação, não há jogadores nacionais!