Exibição de sonho

Jogo absolutamente brilhante o que estas jovens jogadoras dos Leões de Porto Salvo realizaram na deslocação à Lourinhã para defrontar a sempre difícil e organizada equipa do Zambujeira Serra Calvo.

Este jogo foi preparado com a máxima das cautelas durante a semana, e as jogadoras foram alertadas para os vários perigos que a marcação individual, o tamanho reduzido do campo e a forma como esta equipa espera por um erro para sair rápido para o ataque.

Foi com toda a certeza a mais conseguida de todas as exibições desta época e uma das melhores que há memória, aquela que teve lugar durante os primeiros 30 minutos. Com um aproveitamento a ser aproximar-se dos 60% (7 golos em 12 remates). Foi impressionante a atitude, a velocidade, a qualidade na circulação da bola e a eficácia. Na 1ª parte jogaram 9 das 10 jogadoras convocadas e a intensidade de jogo foi igual do primeiro ao último minuto.

A vitória começou a ser desenhada logo no primeiro minuto, quando a Cátia faz um passe por cima para a entrada nas costas da defesa e à saída da gr, remata colocado para o golo inaugural. No entanto, ao contrário de outros jogos com golos madrugadores, a equipa não abrandou e aos 7 e 11 minutos Cátia e Lídia alcançam dois golos com o último numa jogada simples mas muito eficaz fazem o 3-0. O adversário pede um minuto de desconto e curiosamente, num ressalto após a bola ter ido ao círculo central, reduz para 1-3. Este golo não afectou a equipa que manteve a mesma dinâmica e pressão sobre o adversário não o deixando construir jogo. Não admira portanto que no espaço de 1 minuto, as Leoas colocassem o resultado em 5 a 1 com Cátia a bisar, primeiro numa bola ganha ainda dentro da área e a rematar sem oposição e logo de seguida após lançamento com peso e medida por parte da Inês, ao querer assistir a Joana, com um toque infeliz de uma adversária, a bola entra na baliza.

As substituições mantinham uma cadência regular e novamente no espaço curto (2 min), as Leoas fazem mais 2 golos ao min 22 e 24 da 1ª parte por intermédio da Liliana numa assistência da Lídia e a mesma Liliana, assiste num bonito lance de contra ataque a Joana que só precisou de encostar para uns impensáveis 7 a 1 com 6 min ainda para jogar. Até final, o jogo manteve a mesma toada, com a equipa da Lourinhã a tentar por todos os meios parar a circulação e a objectividade que esta equipa dos Leões apresentou hoje, mas estavam de facto imparáveis.

Na 2ª parte não se esperava que os níveis físicos se mantivessem tão altos e provavelmente o Zambujeira Serra Calvo iria ajustar para o resultado não ser mais volumoso. Apenas por 2 vezes a bola entrou na baliza aos 11 e aos 21 com a Flávia após a marcação de um canto por parte da Débora, a encontrar um espaço para fazer o seu único golo, apesar de ter tentado algumas vezes. Aos 21 foi a vez da Débora bisar num novo lançamento comprido da Inês e à saída da gr, faz-lhe um chapéu perfeito para um belo golo a fechar uma exibição de sonho.

Em resumo, domínio em todos os sentidos, exibição fantástica colectiva e individual, excelente circulação ofensiva, pressão defensiva com muitas recuperações ainda no meio campo adversário e uma eficácia de finalização superior a 40%. Índice nunca antes visto. No entanto, não se pense que foi um adversário que facilitou a tarefa das Leoas (na 2ª parte, apenas por 2 vezes o marcador foi alterado), só uma atitude séria, competitiva, e uma qualidade de jogo superior permitiu construir esta vitória fácil e este resultado folgado.

De salientar ainda que pela primeira vez em quase 3 anos de campeonato Junior, em 60 minutos, nem uma falta o árbitro de jogo assinalou. É verdade que podiam ter existido, mas manteve sempre o mesmo critério e conseguiu um jogo imaculado de faltas. Está por isso de parabéns o árbitro.

Vem agora a época festiva da Páscoa com as juvenis a receberem no dia 29 de Março a equipa da Escola Secundária da Ramada pela 15h.

Resultado Final: Zambujeira Serra Calvo 1 – 7 Leões de Porto Salvo