Presidente da direção Jorge Delgado em entrevista

Praticamente no início de mais uma época na elite do Futsal nacional, falámos com Jorge DelgadoPresidente da Direção do Clube Recreativo Leões de Porto Salvo, sobre Futsal, Patinagem e também sobre as outras modalidades que o clube representa…

Clube fundado em 1970, tem um percurso que ficaremos a conhecer um pouco melhor agora:

 

P- Atualmente os Leões de Porto Salvo são um clube de referência nacional…. principalmente na Patinagem Artística e no Futsal.
Qual a receita para que um clube fundado há 48 anos, tenha-se afirmado no desporto nacional?

JD – O empenho, a dedicação, o acreditar, o querer, a ambição, a raça e o trabalho de muita e muita gente que desde a fundação do clube em 1970 diariamente de forma abnegada e dedicada têm feito crescer o Clube Recreativo Leões de Porto Salvo ao nível daquilo que já é hoje no desporto nacional, mas também em termos sociais ao ocupar tanto(a)s e tanto(a)s jovens do nosso Concelho e do nosso País.
Nunca esquecendo o inestimável apoio do parceiro institucional Câmara Municipal de Oeiras ao longo destes quase 50 anos de existência, parceria essa que se iniciou nos anos 70 com a cedência do espaço da antiga sede, uma cave na Rua Basílio Teles, depois no final dos anos 80 com a cedência do direito de superfície do espaço / ringue desportivo onde atualmente está edificado o Complexo Social e Desportivo, para a construção do qual o apoio da edilidade foi mais uma vez determinante e cuja inauguração ocorreu quando decorria o ano de 2006.
Mas também sem qualquer pretensiosismo, julgamos que temos feito por o merecer, temos conseguido demonstrar como é possível uma correta aplicação dos subsídios, dos dinheiros públicos por entidades sem fins lucrativos como os Leões de Porto Salvo em prol da melhoria das condições de vida da população.
O apoio da CMO tem sido muito importante mas não somos subsidio dependentes, não pesa atualmente mais de 20% naquilo que é o orçamento geral do clube.
É importante destacar que são as forças vivas como os Leões de Porto Salvo que são chamadas de forma diária e constante para proporcionar um estilo saudável aos cidadãos, substituindo-se ao Estado nesse papel. Para não falar do importante papel que no concelho de Oeiras foi desempenhado pelas coletividades no bem sucedido processo de reinserção social ocorrido no final dos anos 90 inicio de 2000.
Hoje contamos com mais de 3.000 sócios, mais de 750 atletas divididos por 7 modalidades diferentes e somos uma entidade certificada com o Selo de Qualidade ISO 9000 naquilo que diz respeito à gestão das infraestruturas.

P – Falando de Futsal… os Leões são atualmente o maior clube da modalidade em termos de jogadores inscritos na FPF. Tem a maior escola de formação do País…
O que podemos esperar dos Leões de Porto Salvo nos próximos anos?

JD – Continuar a trilhar este caminho na procura da excelência em tudo o que fazemos essencialmente em prol dos mais jovens, nunca descurando aquela que consideramos como a nossa Missão principal “A Formação dos Homens e Mulheres do Amanhã”, mas não perdendo de vista o êxito e a excelência dos resultados desportivos.
Vamos continuar a nossa aposta na contínua especialização e foco naquelas que são hoje as duas principais modalidades do Clube, o Futsal e a Patinagem Artística. Somos as principais Escolas de Formação do País no que diz respeito ao numero de Atletas nestas modalidades.
O pavilhão já é “curto” para toda a atividade que temos, o que nos obriga a estar já a alugar horas noutros pavilhões do concelho.
Já em 2018 vamos querer ser entidade Formadora Certificada pela Federação Portuguesa de Futebol naquilo que ao Futsal diz respeito, um programa que esta época foi estendido à modalidade. Iniciativa à qual os Leões de Porto Salvo não podiam desde a 1ª hora deixar de aderir e empenhar-se enquanto clube de referência do Futsal em Portugal.

P – Sabemos que o topo no Futsal é a Liga Sport Zone, ou seja, a divisão mais importante nacional onde estão as melhores equipas….
Os Leões de Porto Salvo estão prestes a começar a 8ª época nesta elite do Futsal…. quais são as expectativas para esta temporada?

JD – As expetativas são sempre grandes. Temos o melhor e mais experiente plantel desde que há 7 épocas atrás nos sagramos Campeões Nacionais da II Divisão Nacional.
De lá para cá temos conseguido vindo a solidificar a nossa presença na Liga Sport Zone, o que nem sempre é fácil, numa modalidade que se tem vindo a afirmar como a principal modalidade de pavilhão do país.
O futsal conta hoje e ainda bem com grandes emblemas do futebol de 11 nacional o que naturalmente lhes confere outra capacidade de investimento no futsal.
Mas à nossa medida, dimensão e duma forma sustentada mantemos o desejo e a ambição de lutar pelos lugares cimeiros da Liga Sport Zone de Futsal, ao mesmo tempo que nos escalões de formação continuamos a querer ser um clube “exemplo” ao nível daquilo que são as melhores práticas, alicerçadas em resultados de excelência. Os nossos Juniores e Juvenis masculinos disputam hoje os campeonatos nacionais do escalão e repetidamente estão entre os 4 melhores clubes de Portugal.
Queremos ver Crescer o(a)s nosso(a)s Jovens, ir ganhando títulos e formando jogadores para a nossa equipa sénior.
Para isso contamos com o apoio de Todo(a)s.

P – Além do Futsal, também a Patinagem tem-se afirmado como uma das melhores escolas do País… a que se deve o sucesso?

JD – Muito à beleza e magia que a modalidade proporciona a atletas e familiares, são momentos únicos.
Mas no nosso caso em particular, é justo fazer uma referência especial, à nossa diretora Teresa Andrade e treinadora Liliana Andrade pelo seu empenho e dedicação à modalidade e aos Leões de Porto Salvo. São horas e horas diariamente dedicadas à causa em prol de ver pequenas atletas a partir dos seus 3 anos a começarem a patinar e a evoluir até se tornarem excelentes pessoas, patinadoras e algumas inclusive Campeãs.
O apoio dos pais e familiares tem sido e é também muito determinante para o sucesso desta modalidade no nosso clube.
São já 14 anos de Patinagem Artística nos Leões de Porto Salvo recheados de êxitos.

P – Quando o Complexo Desportivo foi inaugurado em setembro de 2006, passou de um sonho para a realidade pelas mãos, precisamente, do Presidente da Direção Jorge Delgado….. 12 depois…. era até aqui… onde imaginava chegar? 

JD – Seguramente que muito terá ficado por fazer, mas também muito foi conseguido pós inauguração do novo Complexo Social e Desportivo em 16 setembro de 2006.

Para além dos números que falarei mais à frente, há que destacar as excelente condições que passamos a disponibilizar a todos os nossos atletas, sócios, aos mais seniores e a todas as gentes de Porto Salvo e Oeiras.

Falando agora de alguns números, destaco:

  • Aumento do nº de sócios de 900 para os atuais mais de 3.000;
  • Aumento do nº atletas de 240 para os mais de 750;
  • Aumento do património imobilizado do clube de 35.000,00€ para mais de 1.700.000,00€;

A realização de vários eventos de índole social e desportiva, que trouxeram a Porto Salvo milhares e milhares de visitantes / espetadores, como: exposição de LEGO “Oeiras Brincka” que vai na sua 4ª edição; Campeonato da Europa 2013 de Patinagem Artística; abertura do Special Olympics 2011; Taça Latina de Ginástica 2010; Campeonato da Europa de Corfebol 2007; transmissão televisiva de vários jogos em canal aberto da nossa equipa de Seniores Masculinos de Futsal; presença e destaque regular em diversos órgãos de comunicação social nacional e distrital;…
Apesar do que conseguimos fazer, continuamos a sonhar em continuar a projetar e a elevar o nome do Clube Recreativo Leões de Porto Salvo cada vez mais alto.

Umas infraestruturas que pareciam na altura 2006 demasiado grandes , são hoje já demasiados pequenas para os muitos e muitas que nos procuram para praticar / assistir ao seu desporto preferido.
Temos ideias e com o apoio das entidades competentes, estou certo que encontraremos soluções passíveis e possíveis para continuar a crescer em todas as frentes.

P – Que outras modalidades podemos praticar no clube?

JD –Disponibilizamos hoje no clube um leque de outras modalidades não menos importantes, como o Fitness; Ténis de Mesa; Karaté; Boxe e Kick-Boxing e a Pesca Desportiva;
Poderão surgir algumas outras de outdoor que possamos vir a potenciar num futuro próximo, pois hoje com a atual sobrecarga de ocupação horária de pavilhão não nos permite ter mais qualquer outra modalidade indoor.

P – Sabemos que o clube tem vindo a demonstrar que nem só de desporto faz o seu dia-a-dia…. A organização de eventos próprios ou em parceria tem levado o nome dos Leões e de Porto Salvo um pouco por todo o lado….
É para continuar esse espírito de “abraçar” novos desafios?

JD – A nossa vida pessoal e profissional é feita de desafios.
Os Clubes são feitos de Pessoas.
A vida nos Clubes tem que ser igual.
E somos nós pessoas que temos que também nos clubes, ter esse gosto e prazer de fazer diferente, de inovar, nunca esquecendo a importância de consolidar tudo o que de bem foi feito e ao mesmo tempo corrigindo aquilo que menos bem correu ao longo dos tempos.
Continuaremos empenhadíssimos em abraçar todos os novos desafios que entendamos importantes e de valor para promover a formação e bem estar de todos aqueles que nos procuram, sejam desafios esses desportivos, culturais ou sociais.
Em paralelo, continuaremos com Compromisso, Raça, Lealdade, Paixão e Superação a querer elevar e levar o nome da nossa Terra e do nosso Concelho a todo o Portugal e a todos os cantos do Mundo.
Unidos por um Clube!