Crónica » Infantis Verdes » 26ª Jornada

Crónica » Infantis Verdes » 26ª Jornada

Jogámos este Sábado a última partida da fase regular do Campeonato Distrital da I Divisão de Honra em Juniores “D”.

O jogo desta tarde foi apenas mais um igual a muitos outros em que,  desde o primeiro minuto,  demonstrámos ser superiores ao nosso adversário, fomos criando muitas oportunidades de golo, concretizámos apenas algumas e, uma vez mais,  não consentimos praticamente lances de perigo junto da nossa baliza.

Mas não quero particularizar mais esta partida, prefiro fazer um resumo da excelente época vivida até ao momento.

Em jeito de resumo, temos que estar bastante satisfeitos com a prestação obtida  pois vencemos destacados a série 5 em que estivemos inseridos com 22 vitórias e 2 empates.

Não sofremos qualquer derrota, marcámos 127 golos, sofremos apenas 17 (média inferior a 1 golo por jogo) o que prova ter sido mais que merecido o triunfo obtido nesta fase.

Alguns bons meses já passados na companhia deste maravilhoso grupo de miúdos, em que partilhámos excelentes momentos, vividos a maior parte deles com muita intensidade, talvez porque sejamos exigentes mas, acima de tudo,  porque sabemos que o podemos ser e eles pretendem que o sejamos.

Quando assim é, as coisas ficam mais fáceis para todos. Exigimos, eles correspondem, e os resultados aparecem.

Mais do que as vitórias, agrada-nos ver o crescimento destes jovens como jogadores de futsal, como atletas e como pessoas. Sempre humildes, sem vaidade, sempre prontos para trabalhar, para acatar as decisões da equipa técnica. Cresceram imenso.

Talvez o grande trunfo deste grupo tenha sido e continue a ser a confiança criada entre quem pede e quem faz. Existe uma base de confiança e amizade enorme entre todos e quando assim é,  as coisas só podem correr bem.

Faltam-nos agora 4 jogos até fecharmos a época, os jogos mais importantes, os mais complicados é certo, mas também os mais apetecíveis. Não está aqui quem quer, está aqui quem provou merecer estar, e nós estamos porque fomos melhores, fomos sérios, fomos empenhados, fomos trabalhadores, e com um enorme espírito de sacrifício sempre que o tivemos que ter.

Já não temos mais nada para provar, o nosso trabalho está feito, mas acredito, porque conheço estes jovens,  que eles quererão mais. Não será fácil porque os jogos que vamos disputar são contra equipas que escolhem os melhores, que trabalham mais vezes por semana que nós, com períodos de treino mais prolongados e tudo isso ajuda a fazer a diferença e a fazer com que estas equipas sejam obrigatoriamente favoritas.

Vamos encarar esta fase final como outsiders, como um grupo que acredita no seu valor, que gosta de praticar bom futsal, que gosta de trabalhar e que nunca se dá por vencido.

Vamos alimentar a esperança de nos superarmos e quem sabe se num dia perfeito  as coias não poderão acontecer a nosso favor. Vamos garantidamente continuar a trabalhar semanalmente para que isso seja possível porque estes meninos merecem. Caso não o consigamos, teremos que ficar à mesma orgulhosos pelo que já fizemos porque isso já ninguém pode apagar.

Quero deixar também uma palavra de apreço aos pais destas crianças, que desde o primeiro momento nos deixaram trabalhar sem interferir na nossa gestão. Sempre presentes nos treinos,  nos jogos,  sempre prontos a ajudar naquilo que se lhes pede, sempre muito próximos do grupo e não exclusivamente dos seus filhos. Foram e são um exemplo nesta matéria para todos os escalões, razão pela qual este prémio também é deles.

Vamos continuar a trabalhar para sermos cada vez mais fortes.

Força miúdos,

Força Leões de Porto Salvo.

Resultado ao Intervalo: José Mira 0 – 1 Leões Porto Salvo

Resultado Final: José Mira 1 – 4 Leões Porto Salvo